Refugi abriga refugiados e imigrantes pela música

 

Se existe uma forma de comunicação que ultrapassa qualquer idioma, é a música. Por meio dela é possível entrar em contato com a cultura, tradição e muitas vezes com o que há de mais íntimo em cada um. Por isso, a música foi escolhida como fio condutor do projeto Refugi, que o Sesc São Paulo desenvolve, de junho a agosto de 2017, com oficinas, apresentações musicais e bate-papos destinados a refugiados e imigrantes. O lançamento acontece no dia 15 de junho, quinta-feira, às 18h, no Teatro Anchieta, do Sesc Consolação, com uma apresentação da Orquestra Mundana.

 

Foto Daniel Kersys

 

Idealizado por Carlinhos Antunes e Cleo Miranda, e tendo como protagonistas pessoas que – por escolha ou necessidade – hoje têm a cidade de São Paulo como sua casa, Refugi tem o objetivo de contribuir para a diminuição das barreiras do preconceito e gerar conhecimento, além de promover trocas de experiência e inserção social.

 

Os refugiados e imigrantes podem se inscrever para participar de oficinas de canto, sons e movimentos, percussão e práticas de grupo – as atividades acontecem em português, mas terão mediação para outros idiomas -, já a população em geral pode participar da programação por meio dos bate-papos e de apresentações musicais que ocorrerão durante todo o período.

 

Músicos regulares da Orquestra Mundana – alguns deles oriundos dessa mesma situação de refugio ou imigração – irão participar de todo o processo, tanto ministrando oficinas, quanto se apresentando com os participantes do projeto, em uma formação que leva o nome de Orquestra Mundana Refugi e tem concertos previstos para o dia 20 de junho no Largo São Bento e dia 28 de julho na Praça da Liberdade.

 

 

Programação

Lançamento

Com apresentação da Orquestra Mundana

15 de junho. Quinta-feira, às 18h.

Teatro Anchieta – Sesc Consolação.

Grátis – Retirada de ingressos 1 hora antes na Bilheteria

 

Concertos

Orquestra Mundana Refugi

20 de junho, terça-feira, às 12h.

Largo de São Bento

Grátis

 

Orquestra Mundana Refugi

28 de julho, sexta-feira, às 13h.

Praça da Liberdade

Grátis

 

Oficinas

Grátis – Inscrições a partir de 08 de junho na Central de Atendimento

Sesc Consolação

 

Ensaios Abertos, com Carlinhos Antunes (Orquestra Mundana)

27 de junho a 01 de agosto. Terças, 19h às 22h

Oficina destinada a músicos profissionais ou em fase de se profissionalizar, em que por meio de ensaios abertos da Orquestra Mundana, vão acompanhar as diversas formas de pensar e agir musicalmente, desde a maneira a orquestra compõe, unindo a cultura brasileira com a de outros povos, até a forma como os arranjos são elaborados, como são distribuídas as funções entre os músicos, quais as especialidades de cada músico e seus instrumentos mais significativos.

 

Cantos de Trabalho, com Renata Mattar

3 a 24 de julho. Segundas, 9h30 às 12h30

Por meio da escuta e do aprendizado de cantos de trabalho, de diversos ritmos e estilos espalhados pelos rincões de nosso país, essa oficina faz conexões e aproximações com os cantos de trabalho e experiências que cada participante, refugiado ou imigrante, traz em suas memórias e práticas vividas de suas culturas. Melodias, movimentos, bases rítmicas e exercícios vocais farão parte das aulas.

 

Percussão do Mundo, com Beto Angerosa

3 a 24 de julho. Segundas, 19h às 22h

Práticas de instrumentos musicais percussivos e do próprio corpo, que trazem as tradições de um povo, suas características essenciais, seus diálogos e conexões com outras culturas. Para tanto, serão utilizados exercícios de matrizes rítmicas, claves e o próprio corpo. Alguns dos instrumentos que serão abordados: djembe, derbak, bongo, timba, palmas, pés, cajón.

 

Práticas de Grupo, com a Orquestra Mundana

3 a 24 de julho. Segundas, 19h às 22h

Destinada a grupos musicais de refugiados e imigrantes que já atuam na cidade ou que estão em fase de formação, essa oficina visa o aperfeiçoamento desses grupos por meio de práticas de arranjo, orquestração, divisão de funções entre os músicos, trocas de conhecimentos com outros grupos e culturas musicais, além de conversas sobre o mercado de trabalho e tudo que envolve o universo da música.

 

Sons e Movimentos, com Priscila Torres

4 a 25 de julho. Terças, 9h30 às 12h30

Baseada na escuta musical e no movimento, inspirada na técnica de Laban, a oficina tem como objetivo que cada participante (re)conheça seu corpo, explorando as relações entre o funcionamento e a expressão, amplie seus movimentos, descubra espaços em si e ao redor, resgate suas experiencias musicais e corporais vividas nos lugares onde nasceu e viveu, se envolva em processos criativos e se exercite para uma melhora na qualidade de vida.

 

Bate-papos

Grátis – Retirada de ingressos 1 hora antes na Central de Atendimento

Sesc Consolação

 

A multidisciplinaridade no acolhimento aos refugiados

5 de julho. Quarta-feira, às 19h

 

O desafio na construção de novos vínculos de refugiados

12 de julho. Quarta-feira, às 19h

 

A cultura como facilitadora na integração ao Brasil

19 de julho. Quarta-feira, às 19h

 

 

(Fotos Divulgação Daniel Kersys e Pedro Botton)