Livro reúne relatos e fotos dos mestres e mestras da Cultura Tradicional Popular do Ceará

A Fundação Waldemar Alcântara (FWA) lançou o Livro dos Mestres – O Legado dos Mestres: Cultura e Tradição Popular no Ceará. A publicação reúne perfis ilustrados dos 79 Mestres da Cultura, nomeados pelo Edital “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará, instituído por meio dalei nº 13.3351/2003.

Realizado com apoio do Governo Federal através do Ministério da Cultura (MINC), via Lei Rouanet, a edição traz nas suas 512 páginas o inventário do contingente de mestres consagrados desde a origem do programa, elencados em tomos diferentes os Mestres vivos e os mortos. A partir da pesquisa até a peregrinação por 36 cidades do Ceará, a dupla organizadora realizou entrevistas com os Mestres atuantes em seus locais de ensinamentos, contando com o registro fotográfico de cada um deles por Jarbas Oliveira.

“Os Mestres da Cultura Tradicional Popular são os representantes da mais genuína tradução do povo cearense. Relicário da memória, dos modos de fazer, de viver, de conviver com a natureza e com os semelhantes. Tesouros vivos das nossas ancestralidades”, nas palavras da jornalista e produtora cultural Dora Freitas e da historiadora Silvia Furtado, que apresentam os retratados, revelando também a relevância desse projeto.

No segmento sobre os Mestres já mortos, há fotos adicionais de Felipe Abud, Francisco Fontenelle/ Banco de Dados O Povo, Gentil Barreira, Jorge Rosal, Leopoldo Kaswiner, além de imagens dos acervos familiares e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult).

O Livro dos Mestres será distribuído gratuitamente para instituições e equipamentos culturais, como bibliotecas e secretarias de cultura municipais, estaduais, além do MINC e locais de leitura onde nasceram os Tesouros Vivos da Cultura Popular Cearense.