Livro apresenta painel de artistas espontâneos

“Eu me ensinei sozinha” é a frase cunhada pela artesã Izabel Mendes da Cunha, conhecida como Dona Izabel, a bonequeira mais famosa de Minas Gerais. Com autoria e projeto editorial de Edna Matosinho de Pontes, a publicação registra a vida e obra de vários artistas populares brasileiros. A capa ilustra bem a intenção do livro, através da obra do ceramista pernambucano Manuel Eudócio.

Em ‘Eu me ensinei’, os artistas são todos autodidatas, mestres de um saber primoroso e intuitivo. Escrito com base em mais de cem entrevistas com artistas populares feitas ao longo de anos. Percorrendo diferentes estados brasileiros coletando documentação fotográfica, este livro é um panorama animador que mostra que a arte popular está viva e em constante renovação.

A partir da pesquisa e estudo de artistas populares brasileiros, Edna Pontes  em 30 anos como colecionadora e galerista percorreu 12 estados do Norte ao Sudeste do Brasil, apanhando entrevistas in loco para o livro.

O resultado dessa construção que gerou o livro “Eu me ensinei sozinha” com a biografia dos principais nomes da produção artística popular brasileira -do século 20 e início do 21-, como: Manuel Eudócio, Dona Izabel, J. Borges, Véio, Nilson Pimenta, Antônio de Dedé, entre outros.

A abordagem que privilegia o retrato do artista e da obra em seu ambiente de trabalho e entorno, no modelo do catálogo “Grandes Maestros Del Arte Popular Mexicano” do Fomento Cultural Banamex, é um ponto alto da publicação, trazendo o leitor para um olhar que vai muito além da obra.

 

Conheça abaixo mais da publicação em entrevista de Edna Matosinho de Pontes no Programa Metrópolis, da TV Cultura, sobre o Livro “Eu me ensinei”.

 

 

Serviço:
Editora: GALERIA PONTES
ISBN: 8561001232
ISBN13: 9788561001230
Edição: 1ª Edição – 2017
Número de Páginas: 464
Acabamento: ENCADERNADO
Formato: 26.00 x 31.00 cm.

Pode ser adquirido na Livraria Martins Fontes.