Arte do barro do Jequitinhonha no RJ — RAIZ - Cultura do Brasil

Arte do barro do Jequitinhonha no RJ

Colaborando com a RAIZ

A mostra Arte do barro, arte na vida – Caraí, MG, que vai até 24 de novembro, reúne peças de autoria de familiares de dois reconhecidos ceramistas da região: Noemisa Batista Santos (1947) e Ulisses Pereira Chaves (1924-2006).

A arte em barro do Vale do Jequitinhonha (MG) e os saberes e ofícios a ela relacionados são tema de nova exposição na Sala do Artista Popular (SAP) do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (CNFCP/Iphan), que será inaugurada na quinta-feira, 17 de outubro.

divulgação

Da família de Ulisses estarão expostas, entre outras obras, as máscaras e cabeças produzidas por seus filhos, Margarida Pereira Silva e José Maria Alves da Silva, e as cenas modeladas por sua neta Rosana Pereira Silva, em que sobressaem o diálogo com o avô, o encanto dos contos populares e dos filmes de animação. Já da família de Noemisa, estarão as bonecas de sua irmã Geralda Batista dos Santos, desde as que guardam na forma a moringa àquelas que retratam o cotidiano. Assim, a SAP abre suas portas para o legado da transmissão de saberes desses artistas.

Caraí, município mineiro do médio Jequitinhonha, região marcada pela alternância entre períodos de seca e de chuva e pela pequena produção agrícola, passou a se destacar também pelo trabalho de gerações de mulheres que dominavam a arte em barro, conhecidas como paneleiras. Com o tempo, as peças produzidas para uso cotidiano e feiras locais foram dando espaço a uma produção mais singular e voltada para o mercado urbano. Foi nesse contexto, a partir dos anos 70, que se evidenciaram as obras de Noemisa e Ulisses.

divulgação

Sala do Artista Popular (SAP)

A SAP foi criada em 1983, com o intuito de ser um espaço de exposições de curta duração, voltado para difundir e comercializar as obras de artistas e comunidades artesanais.  O catálogo de cada exposição é desenvolvido a partir de pesquisa etnográfica e documentação fotográfica realizada pela equipe do CNFCP.

Em decorrência da divulgação e do contato direto com o público, abrem-se oportunidades de expansão de mercado e da produção para esses artistas e comunidades. Desde sua criação já foram realizadas 198 exposições na SAP, sendo Arte do barro, arte na vida – Caraí, MG, a 199ª. 

divulgação

Serviço:

Exposição Arte do barro, arte na vida – Caraí, MG

Inauguração: 17 de outubro, às 17h 

Período: 17 de outubro a 24 de novembro de 2019

Dias e horários:

Terça-feira a sexta-feira, das 11h às 18h

Sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h

Local: Sala do Artista Popular / CNFCP

Apoio:

Associação de Artesãos de Santo Antônio de Caraí

Parcerias:

Diretoria de Artesanato da Subsecretaria de Desenvolvimento Regional

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais. 

Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais/ IDENE

Realização:

Associação Cultural de Amigos do Museu do Folclore Edison Carneiro (Acamufec)

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular do Instituto de Patrimônio e Histórico e Artístico Nacional (CNFCP/Iphan)

Colaborando com a RAIZ