Série "História da Alimentação no Brasil" — RAIZ - Cultura do Brasil

Série “História da Alimentação no Brasil”

Colaborando com a RAIZ

Na trilha de Câmara Cascudo e sua extensa catalogação e elaboração sobre a Alimentação no Brasil, a série de mesmo nome confere a grandeza da obra e da nossa culinária e gastronomia. Confira!

A série baseada no clássico de Cascudo: “História da alimentação no Brasil” é a oportunidade de conhecer o que se comeu e bebeu por aqui, sob a influência de várias etnias, principalmente a portuguesa, a indígena e a africana. Luís da Câmara Cascudo pesquisou e selecionou os antigos costumes universais comparando-os com o do Brasil, bem como a fabricação de objetos de uso no preparo da alimentação e até a padronização de horários de refeições, suas superstições e crendices.

Cascudo viajou pelo Brasil de 1943 a 1962, entrevistou ex-escravos, pessoas nas feiras, especialistas, donas de casa, visitou casas de brasileiros de todos os tipos, estudou a cultura indígena, debruçou-se sobre uma bibliografia extensíssima e foi à África conhecer as origens de vários dos nossos pratos. Através dessa pesquisa de fôlego, ele descobriu de onde vieram certos ingredientes, utensílios, temperos, receitas, e entendeu, pelas tranças históricas e geográficas, como foi se formando nossa cultura à mesa.

Seguindo os passos de Cascudo, a equipe da série também viajou por diversas cidades do país, conversando com todo tipo de gente. Entre os estados visitados estão Bahia, Pará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Pernambuco. Esteve em 11 cidades portuguesas, como Lisboa, Porto, Évora e Mirandela, em busca das raízes dos modos de alimentação, retratando desde a doçaria conventual (como os pastéis de Tentúgal), as Tripas à moda do Porto e os Cuscos transmontanos.

Logomarca da Série História da Alimentação no Brasil – Divulgação

Os episódios são muito tentadores

A Rainha do Brasil sobre a mandioca.
Verde Milho, Doce Milho
O Caso das Bananas
Temperos da Panela Indígena
Bebidas Inebriantes e Alimentos Líquidos
Leite de Coco
A História do Cuscuz
Dieta Africana
Ementa Portuguesa
A Comida Real
O Doce Nunca Amargou
Doces Histórias
Todo Trabalho do Homem é para sua Boca

Assim como o autor elegeu no livro ingredientes essenciais ou aspectos culturais determinantes e dedicou capítulos específicos a cada um deles, a série segue o mesmo conceito. Os entrevistados nos mostram por vários pontos de vista como a comida é um personagem ativo, com história, participante das relações sociais. No episódio 1 – A Rainha do Brasil, por exemplo, a série defende a tese de Cascudo de que a mandioca, um dos primeiros alimentos citados nos registros portugueses, é um ingrediente soberano. Um narrador pontua os episódios com informações históricas na forma de trechos breves do livro e as cenas são entremeadas por imagens de feiras brasileiras icônicas, preparação de pratos, reproduções de livros, pinturas, trabalhos artísticos e fotos antigas. A trilha sonora, criada especialmente para a série, abarca uma multiplicidade enorme de ritmos africanos, brasileiros e portugueses, misturando referências tradicionais e contemporâneas.

Constam como principais apoiadores da série: Instituto Ludovicus – Luís da Câmara Cascudo, Centro Técnico Audiovisual (CTAV), Cinemateca Portuguesa e TV Cultura.


ASSISTA A “HISTÓRIA DA ALIMENTAÇÃO NO BRASIL”, clique aqui!

www.historiadaalimentacao.com.br

História da Alimentação no Brasil
Câmara Cascudo em fotograma da série História da Alimentação no Brasil

FICHA TÉCNICA

Diretor
Eugenio Puppo

Produtor executivo
Eugenio Puppo

Assistente de produção executiva
Matheus Sundfeld

Montadores
Eugenio Puppo
André Menezes
Cédric Fanti

Assistente de direção
Heloísa Bonfanti

Diretor de fotografia
Jorge Maia

2º Diretor de fotografia
Fabio Bardella

Assistentes de câmera / loggers
Daniel Tancredi
Marco Rempel
Wallace Yuri

Roteirista
Cristina Ramalho

Pesquisa
Eugenio Puppo
Heloísa Bonfanti

Assistentes de pesquisa
André de Menezes
Cédric Fanti
Wallace Yuri

Diretor de produção
Matheus Sundfeld

Assistentes de produção
Afonso Moretti
Lorena Duarte
Luisa Caffagni

Técnico de som
Tales Manfrinato

Técnicos de som – Rio Grande do Norte
Gustavo Guedes
Herison Pedro

Trilha musical original
Gustavo Flopes
Danilo Sene

Intérpretes
Caio Righi
Danilo Sene
Giovanni Iasi
Gustavo Flopes
Ivan Zurawski
João Vitor Oliveira
Max Schenkman
Pedro Guimarães
Ritamaria
Thiago Brisolla
Verônica Rosa

Design gráfico
Andrea Barcelos

Animação
Giu Nishiyama

Assistentes de pós-produção
André de Menezes
Cédric Fanti

Still
Daniel Tancredi
Marco Rempel

Imagens Rio Grande do Norte – 2012
Tiago Lima

Secretárias de produção/Controllers
Adriana Macedo
Flaviana Santos
Tatiana Gentil

Assessoria contábil
DPS & Fernandes
Renata Fernandes Rocha

Transcritores de texto
André Ribeiro
Anne Vidal
Guilherme Siqueira
Guili Minkovicius
Lucas Sátolo
Matheus Biscaro

Câmera adicional
André Sigwalt (apenas no episódio 01 – A Rainha do Brasil)
Eugenio Puppo

PÓS-PRODUÇÃO DE IMAGEM

CLANDESTINO

Colorista
Alexandre Cristófaro

Coordenador de pós-produção
Brunno Schiavon

Atendimento
Gabrielle Dotta

PÓS-PRODUÇÃO DE ÁUDIO

ESTÚDIO JLS

Diretor Operacional
José Luiz Sasso

Gerente Operacional
Daniel Sasso

UPMIX AUDIO FACILITY

Mixador
Toco Cerqueira

Produção Executiva
Bia Ambrogi

CINEBRASIL TV

Direção Geral
Tereza Trautman

Gerente de Operação
Gabriel Barradas

Edição de Conteúdo
Maria Rita Nepomuceno

Colaborando com a RAIZ