Músicas

CanaisLançamentosMúsicasVisuais

Exposição relaciona a língua portuguesa com a música brasileira

Em cartaz no Museu da Língua Portuguesa, exposição Essa nossa canção relaciona a língua com a música brasileira. Em instalações audiovisuais e imersivas, mostra, em cartaz até março, revela a diversidade da língua portuguesa falada no Brasil por meio de faixas como Diário de um detento, Garota de Ipanema e Flor e o beija-flor.

Read More
CanaisLançamentosMúsicas

Ocupação celebra Lia de Itamaracá em Recife

A Ocupação Lia de Itamaracá, que celebra a vida e a obra da mestra cirandeira, chega ao museu Paço do Frevo, em Recife (PE), para uma temporada de três meses.
Aberta em 21 de março, os visitantes terão até 21 de junho para conferir de perto a mostra, que reúne documentos, figurinos, objetos pessoais, fotografias, mobiliários e recursos audiovisuais da artista.

A montagem no Paço do Frevo trará alguns recursos inéditos, além de se aprofundar em outros já vistos em São Paulo. Uma das experiências é a instalação Águas de Lia, realidade virtual que vai permitir que os visitantes vivenciem situações como estar numa roda de ciranda e conhecer o trabalho no curral – local de onde os pescadores da Ilha de Itamaracá retiram seu sustento.

Read More
CanaisMúsicas

Marco Mazzola e a história da MPB no livro Ouvindo Estrelas

Conhecido como “Fazedor de estrelas”, “Ouvido de ouro” e “O Midas da MPB”, Marco Mazzola é um dos produtores musicais mais renomados do Brasil, tendo trabalhado com os principais artistas do país como Chico Buarque, Ivete Sangalo, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Raul Seixas, Elis Regina e muitos outros. É ainda o idealizador do conceituado Rio Montreux Jazz Festival, além de ter assinado musicais e shows especiais do Rock in Rio e ter sido responsável pela produção musical da trilha sonora e do evento principal do Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude (2013). Na sua autobiografia, Mazzola compartilha com o público a sua trajetória pessoal e profissional, repleta de desafios, surpresas e sucessos.

Read More
CanaisIdentidadesLançamentosMúsicas

Espetáculo musical e álbum marcam os 15 anos do Bloco Afro Ilú Oba de Min

As alfaias. Os agogôs. Os xequerês e os Djembes do Bloco Afro Ilú Obá de Min voltam a ecoar nos palcos paulistas com o show inédito “Nossas Vozes, Nossos Cantos – Ilú Obá 15 anos”, na quinta-feira (19), às 21h, no Teatro Paulo Eiró – Grátis. Apresentado pela Casa Natura, o show inédito é fruto do disco comemorativo dos 15 anos do bloco.
Durante o espetáculo, as manifestações culturais populares afro-brasileiras se apresentam como uma ópera popular de rua, com música, dança e performance.

Com participações de Jessica Gaspar, Dani Negra, Samba de Roda Nega Duda e Teatro Solano Trindade, o show inédito mostra esta centrífuga sonora dos saberes ancestrais e a potência cênica feminina.

Read More
CanaisLançamentosMúsicasUncategorized

Saiu o livro Para Ouvir o Samba: Um Século de Sons e Ideias, de Luís Filipe de Lima

aminhos para respostas, ele descreve os traços mais característicos dos subgêneros da manifestação musical; delineia suas origens; “apontando eventuais correlações” entre essas modalidades; e apresenta a “paisagem sonora” do estilo, enumerando seus principais nomes. O livro expõe mais de 20 expressões: “o samba maxixado da Cidade Nova, o samba do Estácio, o samba-choro (do qual derivam o samba de breque, o samba sincopado, o samba de gafieira e o samba-exaltação ufanista), o samba de terreiro (ou ‘de quadra’), o samba de enredo, o samba carnavalesco, o samba-coco, a bossa nova, o sambalanço, o samba-jazz, o samba-rock, o partido-alto, o samba na MPB, e o ‘pós-samba'” – como se refere aos sambistas tradicionais que emergiram com a onda da MPB – “o pagode carioca dos anos 80, o pagode romântico dos anos 90, o pagonejo, o pagode gospel (ou ‘pragod’), os sambas com contribuições regionais, o samba contemporâneo”, sintetiza o autor.

Read More
CanaisDestaquesMúsicas

Kuarup, uma gravadora muito brasileira

Uma das primeiras parcerias da Revista Raiz foi com a Gravadora Kuarup, com um catálogo invejável de artistas com raízes bem brasileiras abrangendo o popular, o chorinho, o samba, o jazz e até o erudito, sem nunca perder o Brasil de foco. Como a Raiz, a Kuarup trata seus artistas com extremo respeito e admiração, com tratamento editorial é sempre primoroso. Sem dúvida, a Gravadora Kuarup apresenta um painel da música brasileira como poucos, hoje são mais de 150 artistas em seu catálogo.

Especializada em música brasileira, o seu acervo concentra a maior coleção de Villa-Lobos em catálogo no País, além dos principais e mais importantes trabalhos de choro, música nordestina, caipira e sertaneja, MPB, samba e música instrumental em geral, com artistas como Baden Powell, Renato Teixeira, Ney Matogrosso, Wagner Tiso, Rolando Boldrin, Paulo Moura, Raphael Rabello, Geraldo Azevedo, Vital Farias, Elomar, Pena Branca & Xavantinho e Arthur Moreira Lima, entre outros.

Read More
CanaisIdentidadesLançamentosMúsicas

III Festival Candeia de cultura popular recheado de atrações

De 10 a 30 de abril de 2021 mais uma edição do Festival Candeia, evento gratuito que tem o objetivo de fomentar a cultura popular brasileira por meio de aulas, bate-papos e apresentações artísticas, trás uma amostragem ampla e artística da cultura popular brasileira.

Totalmente gratuito e online.

Em 2021, no meio da pandemia do Covid 19, o Festival Candeia presta suas homenagens a pilares da nossa cultura popular, do tradicional às manifestações artísticas inspiradas em nossas raízes. Dividido em três pilares: culturas tradicionais, velhas guardas do samba de São Paulo e mulheres da música independente; o Candeia 2021 vai contar com a participação de Chico César, Alessandra Leão, Escola de Samba Vai-Vai, Jongo Dito Ribeiro, Samba do Cururuquara, entre outros grupos e artistas ativos e muito importantes para a cena da cultura popular no Brasil.

Read More