“Kamikazes”, em nome da paixão das torcidas organizadas

Uma história cheia de paixão, amigos, brigas e jogos de futebol entre as décadas de 70 e 80 no Rio de Janeiro.
Em uma ficção que narra os primórdios da formação das Torcidas Organizadas.

Narrado por quem participou ativamente no ‘olho do furacão’, “Kamikazes” conta a constituição e disseminação das Torcidas Organizadas como um fenômeno cultural e social nos campos de futebol, especialmente da cidade do Rio de Janeiro. Verdadeiro, maldoso e principalmente inaugural. O livro reúne sob o signo de uma torcida fictícia, a representação da melhor de todas as miríades de acontecimentos bizarros já ocorridos na história de todas as torcidas do Brasil. Propositalmente o formato da obra busca quebrar o ritmo de tudo que já foi publicado até hoje sobre o tema. Trazendo o leitor para dentro dessa fornalha que espalha violência e paixão para muito além das arquibancadas.

 

ilustração Marcos Garuti

 

A vida de quatro amigos que sofrem (mas nem tanto) e se “miscigenam” à sociedade – tanto no tocante à classe social quanto à etnia – é apaixonável e verdadeira. É uma saga voltada a um dos poucos campos da nossa sociedade, em que a supremacia financeira de tipos elitizados não tem valor, não conquista seguidores e não comanda opiniões. O universo das Torcidas Organizadas é um mundo de guerreiros, tiranos, déspotas elevados ao quadrado, iconoclastas e muitos outros tipos que se recusam a viver o “mundo novo”. Este “mundo novo” tão divulgado, mas que nunca chega a eles.

O livro perpassa o cotidiano das famílias, das amizades, das associações futebolísticas, das viagens para torcer pelo seu time, em um enredo recheado de humanidade e idiossincrasias para entendermos muito além dos fatos jornalísticos que usualmente envolvem as Torcidas Organizadas em todo país. Um retrato nem sempre palatável, mas muito humano de uma das maiores paixões de todo o mundo, o futebol.

Acompanhado de trilha sonora punk rock que embala a narrativa, que acontece entre o final dos anos 70 até o final dos 80, Kamikazes também trata de companheirismo, amizade sincera, amor verdadeiro, valores onde o protagonista, embora narre os acontecimentos em primeira pessoa, nunca está só. Um mundo de Dom Quixotes de suas verdades e crenças, expostas com sinceridade no carinho e na porrada.

O futebol nunca mais foi o mesmo depois da constituição das Torcidas Organizadas. O leitor certamente nunca será o mesmo depois de viver a vida intensa dos protagonistas dessa história contada sem medo e com todos os detalhes sórdidos e apaixonados, de uma saga cativante e, por paradoxal que pareça, muito humana.

 

Kamikazes, em nome da paixão

Autor Fábio Pandora

Editora RAIZ

356 páginas

ilustrações Marcos Garuti

Disponível na Amazon.com (baixar) e no Issuu.com (online)

Baixe o aplicativo na Amazon.com:

Clique aqui!

 

Você pode ler online abaixo: